Anardeus é um sujeito desagradável. Feio, pessimista, cínico e dono de um olhar invasivo. Sentre frio o tempo todo e ódio por tudo e todos. Menos por sua irmã, Isabel. Ela é a antítese de Anardeus. É linda, alegre e calorosa.
Ainda criança, Anardeus percebe que, quando deseja que algo ruim aconteça a alguém, sua percepção se transforma, ele desaparece para o mundo e a coisa acontece. Depois, é tomado por um impulso irresistível de registrar o que viu e é recompensado com o conforto do calor, negado desde que uma misteriosa doença o deixou febril aos cinco anos.
Anardeus acredita ter o poder de destruir o mundo. Um mundo que o despreza e que ele odeia. Ele não hesitará em deflagar o apocalipse. E ele começará em São Paulo. Leia um trecho no meu blog,
clicando aqui!

Clique AQUI e veja vídeos com opiniões sobre "Anardeus. No calor da destruição"

 

 

5 6 3 4