Buscar
  • walter tierno

Respeite a dor de um pai

Enquanto passeava pela praia, para aliviar um pouquinho o peso do luto, o taxista Marcio Antonio, de 55 anos, flagrou um pequeno grupo de bolsonaristas derrubando as cruzes que haviam sido fincadas na areia para homenagear as vítimas da pandemia. Entre essas vítimas, o filho de Marcio, que tinha 25 anos. Revoltado, o taxista recolocou as cruzes enquanto gritava que a doença é real e pediu que sua dor fosse respeitada. Os bolsonaristas responderam toda sorte das idiotices que sempre pregam. Todas elas, repetições das insanidades que o presidente, parece, foi eleito para vociferar. A imagem me comoveu e revoltou. Tento dar atenção apenas à empatia que me faz solidarizar com a dor do pai. Mas é tão difícil não vibrar de ódio pelos monstros fascistas que saíram de seus boeiros quando seu líder foi eleito e que estão demorando tanto a voltar a seus buracos.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Posições

Não é segredo minha opinião sobre Boslonaro e sua família. Nunca escondi meu desapontamento que vem desde que seu nome começou a crescer nas pesquisas eleitorais. E esse descontentamento não é com ele

Redes

Quem acompanha meus perfis nas redes sociais, em especial o Facebook, vai notar algo peculiar. Apaguei meus posts críticos, com exceção de cartuns e ilustrações, e tudo que publiquei antes de 2019. T

Ele mente as pessoas acreditam

Vou contar uma historinha pra vocês. Meu irmão estava em uma loja no centro de São Paulo, vendo armas de pressão. Dessas que atiram uma bolinha metálica. Na mesma loja, vendem armas de verdade. Enquan

  • facebook
  • insta
  • Branca Ícone LinkedIn