Buscar
  • walter tierno

Umberto Eco

Quando estava terminando o Senai (ensino médio), uma das professoras fez indicações de alguns livros para eu ler. Provavelmente por ter lido alguns de meus quadrinhos e ter chegado à conclusão óbvia de que eu tinha que dar uma vitaminada no conteúdo antes de seguir carreira. Eu tinha uns 17 para 18 anos. Li vários dos livros que ela indicou. Um deles foi “O nome da rosa”, de Umberto Eco. Tenho muito a agradecer, tanto a esta professora, quanto a todos os amigos que influenciaram e influenciam meus hábitos de leitura. E, principalmente, acredito que todos nós temos muito a agradecer a esses escritores que – não sei se pretendendo isso ou por puro acidente – influenciam as vidas de tantas pessoas. Sei que alguns influenciaram e influenciam a minha. Ler Umberto Eco no final da adolescência foi um choque. Positivo, creio. Fico triste com a notícia de sua morte.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Posições

Não é segredo minha opinião sobre Boslonaro e sua família. Nunca escondi meu desapontamento que vem desde que seu nome começou a crescer nas pesquisas eleitorais. E esse descontentamento não é com ele

Redes

Quem acompanha meus perfis nas redes sociais, em especial o Facebook, vai notar algo peculiar. Apaguei meus posts críticos, com exceção de cartuns e ilustrações, e tudo que publiquei antes de 2019. T

Ele mente as pessoas acreditam

Vou contar uma historinha pra vocês. Meu irmão estava em uma loja no centro de São Paulo, vendo armas de pressão. Dessas que atiram uma bolinha metálica. Na mesma loja, vendem armas de verdade. Enquan

  • facebook
  • insta
  • Branca Ícone LinkedIn