Buscar
  • walter tierno

Sobre as capas de Cira e o Velho

Publiquei a primeira edição de "Cira e o Velho" em 2010, pela Giz Editorial. Foi uma publicação independente, com tiragem de 300 exemplares. A capa que a editora me apresentou não me agradou e fiz uma própria. Foi esta aqui:


Esgotados os primeiros 300 livros, fui convencido a trocar a capa para uma mais "vendedora". Algo próximo ao que todo mundo estava fazendo no mercado de fantasia da época. Então, na próxima tiragem – que, aliás, foi bem maior – fiz esta capa aqui:


Sendo muito honesto, nunca fiquei realmente satisfeito com ela. Ok, vendi mais de 2 mil livros, mas nunca me convenci com esta capa. Não tinha nada a ver com meu livro, ou o que eu queria dizer com ele.

Em 2020, a Giz terminou e a Sisko começou. Rita, desde que conversamos pela primeira vez sobre os rumos da editora, me disse para seguir o que meu instinto mandava. Pois é o que fiz com Cira.

Aumentamos o formato do livro, revisei tudo e reescrevi trechos inteiros. Na primeira edição, fui convencido a evitar notas de rodapé. Algo de que me arrependi e as trouxe de volta. E também voltei com a primeira capa. Um pouco modificada, é verdade. Mas para melhor, acredito:



1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo